Música

Crítica: “Unapologetic”, novo álbum de Rihanna

Como de costume, todos os anos Rihanna dá um presente de natal para seus fãs, um lindo (ou não) álbum 🙂 Sem se cansar desta rotineira tradição, mais uma vez a cantora lançou um novo trabalho no mercado fonográfico, estamos falando de “Unapologetic”. Confira logo abaixo a minha opinião sobre o álbum.

Desta vez, a barbadiana preferiu não lançar suas famosas músicas eletrônicas, baladeiras, sem letras e completamente marketing, decidiu lançar algo mais suave, mais melancólico, algo que mostrasse mais os seus lindos vocais. Com “Diamonds” chefiando o disco, eu confesso que esperava menos instrumentais, porém logo de cara a primeira faixa, “Phresh Off The Runway” tem uma pegada bem hip-hop e com produção de ninguém mais ninguém menos que o maior DJ do mundo, David Guetta.

Agora vamos ao quesito parcerias! Hum… Parece que RiRi pisou na bola… Muitas parcerias, algumas até desnecessárias, e como quase sempre, nenhuma cantora. Em “Numb”, Rihanna canta com Eminem, a música quase não tem letra, arrisco até dizer que a parte do rapper tem mais letra do que a dela,  com algumas batidas de hip-hop e regaae, a parceria é a mais fraca do álbum. Logo após temos “Loveeeeee Song” (título exagerado, não?!), a parceria com Future, é uma música simples, porém linda. Temos agora a plastificada “Right Now”, com letras e batidas grudentas feitas por, novamente, David Guetta, não posso reclamar por que eu adorei, sinto vontade de dançar como se não houvesse amanhã quando a escuto. Mais uma, agora na voz de Mikky Ekko e Rihanna, uma baladinha super agradável e de um estilo bem indie. E por fim (polemica inesperada ou não), “Nobodys Business” com participação do ex, desculpem-me… Sempre me confundo com essa cachorrada, Chris Brown. A música trás um gênero bem anos 80, com uma letra deixando bem claro essas idas e voltas e também que o relacionamento entre os dois é totalmente particular!

Também vale enfatizar as ótimas músicas “Jump”, “Pour It Up” e a maravilhosa “What Now”. “What Now” me chamou muita atenção pelo fato de que a cantora usa e abusa dos seus vocais, já imagino Rihanna cantando ela em seus shows da “Diamons Tour”.

A conclusão é que: Rihanna abusou das colaborações, porém acertou no estilo musical do álbum. Numa escala de de 0 a 10, Riri  e “Unapologetic” ficam com 8,5. E é só! Estou preparado para os apedrejamentos dos Navy!!!

FELIZ NATAL!!!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*